CÔYSAS DA PAIXÃO [Capítulo #3] – Estou dormindo



BALNEÁRIA: Tem um rapaz lá fora, Dona Coysa. Ele disse que é filho de um senhor que a senhora conhece bem.

DONA CÔYSA: Que senhor?

BALNEÁRIA: Um tal de… Artemísio.

Dona Côysa ficou com olhos esbugalhados. Subitamente pálida e sem voz, Dona Côysa não consegue responder Balneária por algum tempo.

BALNEÁRIA: Dona Côysa? D-d-d-dona Côysa?

MANICURE: A senhora está passando bem?

BALNEÁRIA: Dona Côysa, responde a gente!!!

DONA CÔYSA: Não pode ser!

BALNEÁRIA: Quê que eu respondo pra ele, Dona Côysa?

DONA CÔYSA: Pelo amor de Deus, diz pra ele que eu tô dormindo!

BALNEÁRIA: M… mas…. Dormindo, Dona Côysa?

DONA CÔYSA: Dormindo! Cê é surda, nem?

BALNEÁRIA: Mas… aqui é um salão de beleza.

DONA CÔYSA: Diz pra ele que mulher rica dorme em salão de beleza. Ele vai acreditar, certeza!

BALNEÁRIA: Ele disse que o pai dele sonha com a senhora todas as noites, e que ele passou anos procurando pela senhora.

DONA CÔYSA: Vai fazer o que eu mandei ou vou ter que ligar pro seu patrão?

BALNEÁRIA: Affff…. Tá bom.

Balneária, que não é boba e gosta do emprego, obedece sua futura co-patroa e vai até a porta do salão, onde conversa com Claudição.

BALNEÁRIA: Eu tentei falar com ela, mas ela tá dormindo ¯\_()_/¯

CLAUDIÇÃO: Dormindo? No salão de beleza?

BALNEÁRIA: Mulheres ricas dormem em salões de beleza. Anota no seu caderninho.

CLAUDIÇÃO: Por favor, quando ela acordar diz pra ela que meu pai também está viúvo. E não vê a hora de poder viver aquele amor interrompido!

BALNEÁRIA: Ok, eu vou falar…

CLAUDIÇÃO: Aqui tá o nosso endereço e o telefone do meu pai. Passa pra ela, por favor…

BALNEÁRIA: (lendo) “Morro do Rato Morto, atrás da boca de fumo do Tio Romão Boquinha de Chulapa”… o.O … Hummm… bem… bacana! Legal, assim que ela acordar, eu passo pra ela ;-)

Balneária se despede de Claudição, que vai embora. Ela olha de longe o rapaz pegando a condução e corre até a noiva de seu patrão.

BALNEÁRIA: Dona Côysa!!! Ele disse que…

DONA CÔYSA: Eu ouvi tudo! Tô “dormindo” mas não tô morta!

BALNEÁRIA: Quê que a senhora vai fazer?

DONA CÔYSA: Ignorar profundamente.

BALNEÁRIA: Mas ele disse que o pai dele ainda é apaixonado pela senh…

DONA CÔYSA: QUE SE DANE!!!! Amoreco de adolescência!!! Já esqueci há décadas!!!

BALNEÁRIA: Puxa vida =O

DONA CÔYSA: Pela mãe do guarda, você não fala nada disso pro Dinheireri, viu!?

BALNEÁRIA: De jeito nenhum, Dona Côysa! Minha boca é um túmulo!

DONA CÔYSA: Ele nunca poderá saber de uma patacoada dessas!

Algumas horas depois, no Morro do Rato Morto…

Claudição abre a porta de casa, e encontra seu pai deitado no sofá, assistindo Programa do Arrotinho e tomando Cerveja Caixa-Prego.

ARTEMÍSIO: E então, meu filho? Encontrou minha amada?

CLAUDIÇÃO: É, pai… achei o salão de beleza onde ela estava. Mas não consegui falar com ela porque ela tava dormindo.

ARTEMÍSIO: Ué… dormindo?

CLAUDIÇÃO: Isso mesmo. Mas eu não tô triste não, ó… =)

ARTEMÍSIO: Por que? Você tem alguma boa notícia para o seu velho e cansado pai?

CLAUDIÇÃO: Ô se tenho! Eu fui sentando no banco do ônibus e um cara sentou do meu lado. Disse que era recepcionista do salão de beleza…

ARTEMÍSIO: E então?

CLAUDIÇÃO: Ele disse que ouviu minha história e ficou comovido. E aí, ele me deu o número do celular da Dona Côysa. Ele disse que fez isso só pra trollar.

ARTEMÍSIO: Só pra o quê?

CLAUDIÇÃO: Trollar… não sei o que significa, porque não entendo muito bem essas gírias modernosas. Mas acho que quer dizer “ajudar”, né?

ARTEMÍSIO: É sim, meu filho! (emocionado). O mesmo destino que me separou da minha Coysinha agora está nos ajudando nesse reencontro! É muita emoção, minha gente! :')

CLAUDIÇÃO: E agora, papai? O que o senhor vai fazer?

ARTEMÍSIO: O óbvio! Amanhã mesmo eu ligo pra minha Coysinha! *_* ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

E agora? Será que Dona Côysa vai gostar da ligação? Não percam o próximo capítulo de CÔYSAS DA PAIXÃO!


Mestre Risada Forçada®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram