Header Ads

Risada Repórter #1: Jornal Nacional numa nave espacial

Está entrando no ar a primeira edição do Risada Repórter, a seção de jornalismo investigativo da nossa quinta da derrotância. Os 3829889 editores do Risada Forçada espalhados por 456870 países sempre estão ávidos por alguma boa matéria investigosa e descobrimentante.

Hoje falaremos sobre o JN, famoso Jornal Nave-espacial, que passa na sua TV em algum momento entre 6 da noite e 9 da tarde. Você já teve a impressão de estar assistindo ao jornal e achar que eles estão prestes a pegar carona nessa calda de cometa?

Risada Repórter estreia numa joint venture com o Jornal Nave-espacial.
Tudo começou com em 1937, durante o programa de Shusha, a Ratinha dos Baixinhos. Quando não estava agilizando um DNA do Dengue ou do Praga em alguma de suas Marquitas, Shusha tratava de decolar e aterrizar numa nave espacial brilhosenta e fumaceirosa.


A partir da vinda da nave de Shusha, um verdadeiro portal de aliens se abriu na Rede Gigolobo. Aliens aqui, aliens ali. Aliens por todo lado. Quase que Giorgio Tsoukalos virou redator-chefe da emissora. "De alienar eles entendem", já dizia seu primo do DCE da Federal. 

Já no final dos anos 1990, quando a emissora passou a novela "O Amor Está No Ar", naves espaciais passaram a ser parte da estrutura da empresa. "O Amor Está No Ar" estava longe de ser uma "Côysas da Paixão" (a melhor novela que você viu, vê ou verá), mas servia para Rodrigo Santoro pagar umas contas antes de se tornar Xerxes em Roliúde.



Foi no começo dos anos 2000 que o cenário do Jornal Nacional passou a se mesclar com a MarinhusXVerse, um disco voador que vem dx planetx Mirte (prima trans do planeta Marte), ali na galáxia Via Alcoólica, quebrando a terceira à direita logo depois de um puteiro disfarçado de uisqueria. 

MarinhusXVerse estacionou nos Estúdios Gigolobo com uma missão muito importante: trocar Fátima Bin Laden e Uilha Bonner todos os dias por andróides programados para darem notícias noticiosas de acordo com os interesses da nave mãe.

Foi no começo dos anos 2010, que Fátima Bin Laden (prima distante do terrorista Osama Bernardes), resolveu seguir os passos do primo e promover o terror nas manhãs de sua emissora, tirando a TV Globicho do ar e fazendo inúmeros órfãos do extraterrestre saia-jeans Gobunda 😭 

O processo de simbiose entre o Jornal Nacional e a nave espacial MarinhusXVerse teve mais um passo agora em 2017. Mais do que nunca, o cenário do jornal já se prepara para a próxima fase: a transferência da redação para o Cabo Canaveral.

Sandra Iceberg e Evaristo Castro numa reunião com o patrão, Joesley Inácio Marinho da Silva.

O lançamento da nave era esperado para 2012, mas como o mundo desistiu de acabar (SDDS FIM DO MUNDO DOS MAIA), foi adiada para 2019 (que é quando vai rolar um lance aí do Chico Xavier).

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.