Header Ads

header ad

CÔYSAS DA PAIXÃO [Capítulo #4] – Engasgo



Dona Côysa e Dr. Dinheireri estão no restaurante mais caro da cidade. O clima é apaixonante. De repente, o celular de Dona Côysa começa a tocar.

DONA CÔYSA: Que cabeça a minha! Esqueci de desligar.

DR. DINHEIRERI: Atende.

DONA CÔYSA: Imagina, amor! Aprendi que atender celular à mesa do almoço é coisa feia e eu não faço coisa feia ^_^

DR. DINHEIRERI: Eu não ligo pra isso, não. Atende que pode ser importante.

DONA CÔYSA: Será? Mas olha aí ó… é número desconhecido.

DR. DINHEIRERI: Pode ser algum jornalista.

DONA CÔYSA: Verdade! Vou atender… ALÔ!

ARTEMÍSIO (emocionado, do outro lado da linha): Alô… Coysinha!

Dona Côysa reconhece a voz e fica pálida, subitamente. Engole seco e olha bem no olho de Dinheireri, que ainda não percebeu que algo estranho acontece.

DR. DINHEIRERI: Algum problema, Côysa?

ARTEMÍSIO (emocionado, do outro lado da linha): Eu pensei em ligar mais cedo, mas imaginava que você não acordasse tão cedo assim, meu amor, minha vida de viver!

DONA CÔYSA: Desculpe, meu senhor. Acho que está acontecendo algum engano.

ARTEMÍSIO: Engano? Mas que engano? Acabei de ouvir alguém te chamar pelo nome!

DONA CÔYSA: Impressão sua, meu senhor.

DR. DINHEIRERI: Quê que tá acontecendo, Côysa?

ARTEMÍSIO: Não, minha Coysinha! Sou eu. Artemísio, lembra? Lembra que nós fizemos jura de amor eterno naquela Kombi, indo pra Praia Grande no feriadão?

DONA CÔYSA (constrangidíssima): Alô? A ligação tá ruim…

ARTEMÍSIO: Eu tenho aquela toalha bordada com nossas iniciais até hoje! Tá meio desfiada e cheirando a traça, mas eu guardei com muito carinho!

DONA CÔYSA: Meu senhor, eu estou almoçando, a ligação está péssima e eu não o conheço. Boa tarde.

Dona Côysa encerra a ligação subitamente e desliga o celular.

DR. DINHEIRERI: Você tá bem, Côysa?

DONA CÔYSA: Tô.

DR. DINHEIRERI: Eu vi que você ficou bem mexida com essa ligação.

DONA CÔYSA: Engano seu. E engano dessa pessoa que me ligou, também! O número tava errado.

DR. DINHEIRERI: Mesmo?

DONA CÔYSA: Claro, meu Dindin! Eu não tenho tempo a perder falando com quem ligou errado.

DR. DINHEIRERI: Sei não… tive a impressão de que você conhecia sim, e muito bem, essa pessoa que te ligou.

DONA CÔYSA: Credo, benhê! Não confia em mim?

DR. DINHEIRERI: Confio… mas… sei lá.

DONA CÔYSA: Nosso casamento está prestes a acontecer! Não enche a cabeça de caraminhola não, viu? =*

DR. DINHEIRERI: Se você diz…

Enquanto isso, no Morro do Rato Morto.

CLAUDIÇÃO: E então, papai? Falou com a sua namoradinha de adolescência.

ARTEMÍSIO: Mais respeito, Claudição! Ela não é só uma namoradinha de adolescência. Ela é o grande amor da vida de seu pai!!!

CLAUDIÇÃO: Puxa vida!!! =O

ARTEMÍSIO: Foi tão emocionante ouvir de novo a voz dela!!! *___*

CLAUDIÇÃO: Mas e agora, papai?

ARTEMÍSIO: Agora é deixar o coração falar mais alto.

CLAUDIÇÃO: Ela marcou alguma coisa com o senhor?

ARTEMÍSIO: Não. Na verdade, ela tava almoçando. E tinha uma voz ao fundo. Acho que era o noivo dela.

CLAUDIÇÃO: PUXA VIDA!!!! =O

ARTEMÍSIO: Mas não tem problema não. Eu entendo o dilema dela. Já marcou o casamento, né. Deve estar encabulada de desmarcar tudo assim. Mas eu tenho certeza total e absoluta que o coração vai falar mais alto e ela ainda vai se debruçar sobre os meus braços.

Enquanto isso, na parte mais pomposa da cidade…

BALNEÁRIA: Dona Côysa, a senhora me chamou? Tentei ligar pra senhora…

DONA CÔYSA: Chamei sim, Balneária! E é pra resolver, justamente, o problema que me levou a deixar o celular desligado.

BALNEÁRIA: Como assim?

DONA COYSA: O… o meu namoradinho de adolescência me ligou.

BALNEÁRIA: JESUS MARIA JOSÉ!!!!! =O

DONA CÔYSA: Agora eu preciso trocar de número. Imediatissimamente.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

E agora? Conseguirá o pobre e apaixonado Artemísio ligar novamente para sua amada? E o casamento? Sai ou não sai? Não percam o próximo capítulo de CÔYSAS DA PAIXÃO.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.