Header Ads

header ad

ENVOLVENTE SUCESSAGEM [Capítulo #5] – Incêndio



Dona Sarityellen e Halvarino, ambos com os rostos cobertos, luvas nas mãos e com roupa de ninja, adentram a fábrica dos Preservativos Fofada. Sem muito esforço, eles colocam fogo em alguns amontoados de materiais inflamados e vão embora dali.

Pouco tempo depois, o fogo alto consome toda a fábrica de camisinhas, cria um fumacê desgracento e acorda toda a pacata cidade de Vila dos Bairros.

POPULARES: Fogo! Fogo! A fábrica de camisinhas tá pegando fogo!

O incêndio se transforma em algo assustador. Empregados da fábrica choram e rolam no chão. O corpo de bombeiros da cidade vizinha chega atrasado, e não consegue apagar uma fagulhinha sequer. É oficial. A fábrica foi reduzida a fuligem!

REGINETE: Nããããão!!! Quê que vai ser da geeeeenteeee!!! ='(

CARLOS LEOPOLDINO: Eu não consigo acreditar! =O

RISOLETA: Ai, grande coisa. Nem gostava dessa fabriquinha chinfrim mesmo. Ó… tô cantando e andando!

REGINETE: Respeite nossa dor, sua desfrutável! Ò.ó

RISOLETA: Eu vou é dormir que eu ganho mais.

POPULAR: GENTE, VOCÊS NÃO VÃO ACREDITAR!!!!

A massa populacional segue o tal popular, que chama um policial no meio do caminho. Todos vão até a praça, e ali se vê a cena constrangedora: Mistiane, dormindo no chão da praça, com uma tocha apagada nas mãos.

REGINETE: Não pode ser!!! =O

CARLOS LEOPOLDINO: Isso é inacreditável! ='O

RISOLETA: Ai, bem a cara dessa recalcada! Tocar fogo no próprio rabo que é bom, nada né… perdedora… rsrsrs…

POLICIAL: Mistiane!

Mistiane continua dormindo feito um recém-nascido.

POLICIAL (gritando): MISTIANE!

Mistiane continua dormindo.

POLICIAL (berrando): MIIIIIISSSSSSSSSSTTTTTTTTTIIIIIIAAAAANNNNNEEEEE!!!!

MISTIANE (acordando no susto): AAAAI, QUE INFERNO!!!! Deixa eu dormir, pôrran! U_U

POLICIAL: A senhorita está presa em flagrante por tacação de fogo ilegal! Ò.ó

RISOLETA: Credo… “tacação de fogo ilegal” é a acusação?

POLICIAL: Eu esqueci o nome jurídico, fia… vai isso mesmo.

REGINETE: Ainda não consigo acreditar! Eu sempre confiei em você, Mistiane ='(

POLICIAL: Já que cê tava dançando funk, dança essa agora… mãos para o alto nó-vinhá, mãos para o alto, nó-vinháááá… porque hoje tu tá presa, tu tá presa, tu tá presa!!!!

MISTIANE: GEEENTE, EU NÃO POSSO SER PRESA! EU SOU INOCENTE!!! SOCORRO!!! NÃO ME PRENDE, SEU GUARDA!!! SOCORRO!!!

POLICIAL: Tudo que você disser pode e será usado contra você no tribunal!

Mistiane entra no camburão sob o olhar surpreso de toda a cidade, que nunca poderia esperar uma atitude tão extrema como essa vindo de uma moça tão boa, doce e funkeirosa.

No outro dia, também na praça central da cidade, Dona Sarityellen se reúne com Fafécia Mourinho, prefeita de Vila dos Bairros, e as duas dão as novas diretrizes da cidade.

FAFÉCIA: Concidadãos, é realmente um episódio muito triste esse que aconteceu ontem em nossa tão pequena, pacata e pacífica cidade.

DONA SARITYELLEN (fingindo drama): Nem me fale, prefeita. Eu fiquei completamente arrasada quando soube dessa notícia! Ó, vida amargurada! ='(

FAFÉCIA: E eu sei que a incendiada fábrica de camisinhas era a principal fonte de renda da cidade. E, por isso, todos vocês devem estar preocupados e chateados.

REGINETE: Nem fala, né prefeita! ='(

FAFÉCIA: E como tendo menos fábricas, teremos menos salários e menor arrecadação, eu declaro que os impostos municipais vão subir em 85%

POPULAÇÃO (revoltada): COMO É QUE ÉÉÉÉ!!!! Ò.Ó

FAFÉCIA: Tem que cobrir o rombo, né gente!? Posso fazer nada… ¯\_()_/¯

CARLOS LEOPOLDINO: Isso é mais injusto que a própria injustiça sendo injustiçada na forca! U_U

DONA SARITYELLEN: Gente, eu juro pra vocês que assim que sair o dinheiro do seguro, eu reconstruo a fábrica e todo mundo recupera seu emprego. Tá bom? (em pensamento) Mentira… bando de gente remelenta! Vou pegar esse seguro e fugir pra Dubai… HAHAHAHAHA!

REGINETE: Puxa vida. Ainda bem que nós temos em nossa cidade pessoas bondosas como a Dona Sarityellen. Tô até emocionada *__*

CARLOS LEOPOLDINO: Mas como é que a gente vai pagar mais impostos ainda se tá todo mundo desempregado?

FAFÉCIA: Vão dançar funk na praça, ora! Cês não viram que a tal da Mistiane conseguiu uma nota preta fazendo isso ontem? Mas é bom que comecem rápido que o IPTU com valor revisado já chega na casa de vocês no final da semana. Passar bem ;-)

RISOLETA: Afff, puxa vida hein! Cidadezinha furreca. Acho que eu vou tirar leite na roça que eu ganho mais… e de tirar leite eu entendo… rsrsrs…

Enquanto isso, no xilindró…

HALVARINO (com um enorme sentimento de culpa): Ô, minha querida! Tudo bem com você?

MISTIANE: Não, né seu Halvarino! Tô enjaulada! U_____U

HALVARINO: M-m-meus sentimentos! =(

MISTIANE: Eu não imaginava que o senhor pudesse ficar tão tocado com a minha situação. A gente mal se falava na fábrica…

HALVARINO: É que… sei lá, né!

MISTIANE: Por favor, seu Halvarino! Me ajuda a sair dessa situação. Eu juro que sou inocente!!! ='(

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -


E agora? Conseguirá Mistiane se livrar da acusação que pesa sob suas costas? E qual será o destino da fábrica? Não perca o próximo capítulo de ENVOLVENTE SUCESSAGEM.  

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.