ENVOLVENTE SUCESSAGEM [Capítulo #6] – Seguro



No xilindró:

MISTIANE: Eu não imaginava que o senhor pudesse ficar tão tocado com a minha situação. A gente mal se falava na fábrica…

HALVARINO: É que… sei lá, né!

MISTIANE: Por favor, seu Halvarino! Me ajuda a sair dessa situação. Eu juro que sou inocente!!! ='(

HALVARINO: Errr…. Bem… olha…

MISTIANE: Tá se esquivando, né…

HALVARINO: Vou ver o que eu faço por você.

MISTIANE: “Vou ver o que eu faço” quase quer dizer “quero que você se dane”. Pode ir embora, viu U_U

HALVARINO: Eu só queria te dizer que eu sinto muito, Mistiane! Eu sei que você é uma moça bondosa, trabalhadora, doce e funkeira. Incapaz de fazer mal a um ácaro!

MISTIANE: Tá certo… agora me deixa que eu vou tirar meu sono da beleza. Só volte aqui com um advogado fuderoso! Só serve de ex-ministro do STF pra lá!

Algum tempo depois…

A campainha na casa de Dona Sarityellen toca. O mordomo abre e a visita muito empolga a dona da fábrica de camisinhas.

OITIVO: Dona Maria Cláudia Sarityellen da Assunção Fofada?

DONA SARITYELLEN: Sou eu mesma! ^_^

OITIVO: Meu nome é Oitivo Maurício, sou representante da Dinheireri Corretora LTDA. Vim aqui para supervisionar as investigações.

DONA SARITYELLEN (não gostando do que ouviu): Investigações?

OITIVO: Sim, ué… foi um incêndio criminoso, e está sendo investigado.

DONA SARITYELLEN: M… mas… mas… eu vou receber o dinheiro do seguro antes do fim das investigações?

OITIVO: Óbvio e evidente que não!

DONA SARITYELLEN: Ó, puxa vida! ='(

À noitinha, num boteco escondido de uma cidadezinha vizinha a Vila dos Bairros, Sarityellen e Halvarino se encontram.

HALVARINO: Tinha que ser uma espelunca tão espeluncosa, Dona Sarityellen?

DONA SARITYELLEN: Nossa! A madame frescurenta aqui sou eu, sabia?

HALVARINO: Por isso mesmo. Deveríamos ter marcado num lugar mais legalzinho.

DONA SARITYELLEN: Eu tenho algo sério a te dizer.

HALVARINO: Xiiii… ou lá vem bomba, ou lá vem conversa mole.

DONA SARITYELLEN: O agente do seguro da fábrica me avisou hoje que… bem… o dinheiro do seguro só vai sair depois que as investigações policiais terminarem. Já que é assim, lembra aqueles 2% que nós tínhamos combinado?

HALVARINO: 8%!!!!!

DONA SARITYELLEN: Que seja! 8%!!! De qualquer forma, eles vão ter que esperar um pouco (sem graça)… hehehe… mas você não vai ficar brabo com isso não, né?

HALVARINO: Não tô gostando nada dessa história…

No outro dia, no xilindró…

MISTIANE: AH NÃO! VOCÊ NÃO!!!

CARLOS LEOPOLDINO: Mistiane, meu amor! Perdoa pelo meu chifre. Eu estou com muita saudade. Volta pra mim!

MISTIANE: Errr…. Eu tô enjaulada, você não tá vendo não!?

CARLOS LEOPOLDINO: Sim! E realmente eu fiquei bastante triste que você tenha chegado a esse ponto. Mas, ainda assim, eu quero voltar pra você.

MISTIANE: O quê? Então você não acredita na minha inocência?

CARLOS LEOPOLDINO: Não é isso que eu quis dizer, amorzinho…

MISTIANE: Nem está disposto a pagar um advogado, presumo… seu desprezivelzinho! Some daqui some daqui some daqui some daqui!!!!! Ò.ó

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

E agora? Conseguirá Mistiane sair da prisão? E até onde vai o plano de Dona Sarityellen? Não percam o próximo capítulo de ENVOLVENTE SUCESSAGEM.


Mestre Risada Forçada®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram