Header Ads

header ad

ENVOLVENTE SUCESSAGEM [Capítulo #7] – Antro



Vila dos Bairros, subitamente, virou um grande baile funk. Em busca de algum sustento, quase toda a cidadezinha resolveu dançar funk na praça central pra sobreviver. Como nem todas as pessoas das cidades da vizinhança passavam por Vila dos Bairros – tampouco gostavam de funk – as poucas moedas que chegam passaram a ser disputadas no grito (ou no sopapo).

De longe, assistindo à situação, Dona Sarityellen tenta induzir o Dr. Oitivo a ir mais rápido em suas conclusões.

DONA SARITYELLEN: Olha que situaçãozinha derrotante, seu Oitivo! Toda essa gente tá esperando pela reabertura da fábrica!

OITIVO: Eu realmente lamento muito, Dona Sarityellen. Mas as coisas precisam seguir seu caminho jurídico. Não posso liberar o prêmio do seguro antes de todas as investigações serem concluídas.

DONA SARITYELLEN (meio sensual): Mas não tem nada que eu possa fazer pra… sei lá… te ajudar a acelerar esse processo, hein? (põe o dedinho na boca).

OITIVO: O quê que a senhora tá insinuando?

DONA SARITYELLEN: Você é bem adultinho, né… já deve ter sacado… ^_^

OITIVO: A senhora tá querendo transar comigo? Usando o quê? Camisinhas Fofada? Que a senhora faz com chiclete reciclado e que estouram mais que bombinha de São João? HAHAHAHAH!!! Faz-me rir, né mercenária!?

Dona Sarityellen fica fulíssima de raiva.

Enquanto isso, no xilindró…

Mistiane, toda chorosa, presta depoimento contando sua versão sobre a estranha incriminação sofrida após incêndio na fábrica.

DELEGADO DEL RÊGO: Então a senhorita está afirmando que não se lembra de ter tacado fogo em nada. Simplesmente, estava dançando funk num momento, depois tirou um bom de um ronco, e, por fim, já foi acordando de tocha na mão?

MISTIANE: Sem tirar uma vírgula, seu delegado. Sou inocentíssima. Não posso continuar presa ='(

DELEGADO DEL RÊGO: Mas essa sua história é muito estranha, minha filha! Sua patroa afirmou, inclusive, que antes de pedir demissão você rolou no chão com uma colega de trabalho por causa do seu ex-namorado.

MISTIANE: Então eu teria que botar fogo nele, e não na fábrica. U_U

DELEGADO DEL RÊGO: A senhorita está insinuando que tinha planos de tacar fogo no seu ex-namorado? o.O

MISTIANE: NÃÃÃÃÃOOOOO!!!! NÃO FOI NADA, NADÍSSIMA DISSO QUE EU QUIS DIZER!!!!! Não que ele não merecesse, mas…

DELEGADO DEL RÊGO: Seu namorado merece morrer queimado? É isso mesmo que eu ouvi? =O

MISTIANE: NÃONÃONÃONÃO!!!! Eu não quis dizer nada disso, eu juro!!! Pelo amor de Deus, doutor delegado! Não me incrimina não! ='(

DELEGADO DEL REGO: Olha, Mistiane… (se levanta e sai da cela) Tua situação só tá se complicando, viu…

Mistiane fica apavorada com o que ouve.

Mais tarde, na casa de Dona Sarityellen…

Um telefonema direto da Suíça deixa apreensiva a dona da fábrica esturricada. Quem está do outro lado é Rodolfo Reginaldo, seu filho inconsequente que ~estuda~ num colégio interno naquele país.

RODOLFO REGINALDO (por telefone): Eles disseram que não podem mais permitir que eu continue na escola, por causa das mensalidades atrasadas.

DONA SARITYELLEN: Mas que gente mais sem coração? O que são duas ou três mensalidades atrasadas?

RODOLFO REGINALDO: Na verdade, já se vão quase um ano e meio de mensalidades atrasadas. Não sei como não me jogaram numa caverna ainda…

DONA SARITYELLEN: Não pode ser!!!

RODOLFO REGINALDO: Desde que papai morreu, nossa situação financeira só piora, né!? Tô sacando…

DONA SARITYELLEN: Eu sou uma ótima administradora, tá!? O que tem atrapalhado são as conjunturas do mercado internacional U_U

RODOLFO REGINALDO: Aham…

DONA SARITYELLEN: Tá duvidando da minha capacidade, moleque? Ò___ó

RODOLFO REGINALDO: Isso não tem importância agora. Temos que ser pragmáticos. Agora não vai ter mais jeito. Vou ter que voltar pra casa!

DONA SARITYELLEN: Você não pode vir para Vila dos Bairros agora! A cidade está uma bagunça!

RODOLFO REGINALDO: A passagem já está comprada. Tchau mãe! ;-)

Rodolfo Reginaldo encerra a ligação, para o desespero de sua mãe.

A noite chega, e com ela, uma notícia muito, mas muito assustadora. Pelo menos para algumas pessoas. A prefeita Fafécia logo confirma:

FAFÉCIA: É verdade, gente! A Mistiane fugiu da cadeia!!! =O

POPULARES: FUGIUUU?

CARLOS LEOPOLDINO: GENTE!!!! COMO ASSIM!!!

A notícia logo chega a Dona Sarityellen, que fica apavorada.

DONA SARITYELLEN: Como isso pode acontecer, Halvarino?

HALVARINO: Acontecendo! Pessoas fogem de cadeias, ora.

DONA SARITYELLEN: Mas isso ajuda a gente, não é? Quer dizer… com essa fuga, ela meio que assume que é culpada. Certo?

HALVARINO: Sei lá. Não sei como pensam os investigadores, mas também torço que sim.

DONA SARITYELLEN: ISSO NÃO PODERIA TER ACONTECIDO!!! ='(

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

E agora? Será que Mistiane reaparecerá? E será que os planos de Dona Sarityellen se concretizarão? Não perca o próximo capítulo de ENVOLVENTE SUCESSAGEM.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.