ENVOLVENTE SUCESSAGEM [Capítulo #15] – De volta à ação



Carlos Leopoldino, o ex-namorado de Mistiane, adentra o gabinete da prefeita Fafécia. Está vestido de um jeito todo chavoso. Mas o que tem a falar é sério.

CARLOS LEOPOLDINO: Prefeita, a situação de nossa cidade é insustentável. É tanta gente dançando funk na praça, mas tanta gente dançando funk na praça que ninguém mais tá conseguindo juntar cinquentinha que seja. O pessoal das outras cidades que antes vinha aqui pra dar risada e deixar uma grana, agora nem isso está fazendo mais.

FAFÉCIA: Eu sei, meu querido concidadão. Mas o quê que eu vou fazer?

CARLOS LEOPOLDINO: Não sei. Você é a prefeita desse fim de mundo. Deveria saber o que fazer! Não dá para a prefeitura ressuscitar a fábrica de camisinhas, por exemplo?

FAFÉCIA: HAHAHAHA, falidos como estamos? Esse mês por exemplo, meu querido, eu só tive o dinheiro do salário. Mal rolou grana pra eu desvi… digo, digo… para obras de infraestrutura.

CARLOS LEOPOLDINO: Sei…

FAFÉCIA: O jeito é esperarmos a ação da mão invisível do mercado.

CARLOS LEOPOLDINO: Se a senhora não sabe o que fazer, deveria renunciar.

FAFÉCIA: OOOO QUUUUÊÊÊÊ!!!!! Ò.ó Como ousa falar um disparate desse, moleque remelento?

CARLOS LEOPOLDINO: Todo mundo lembra que a senhora era amiga amicíssima da Dona Sarityellen. A movimentação nas ruas pedindo o impeachment da senhora já começou…

FAFÉCIA: Bando de… de… ora, se escafeda de meu gabinete! Quero ver protestarem contra mim se não têm nem dinheiro pra comprar cartolina!

CARLOS LEOPOLDINO (já saindo): Então resolva o problema da fábrica!

Carlos Leopoldino sai, enquanto a prefeita Fafécia fica resmungando coisas como “que absurdo!”, “como pode”…

Enquanto isso, na suíte de Dona Sarityellen dentro do hotel de extremo luxo no Guarujá.

DONA SARITYELLEN: Tivemos um pequeno problema com os passaportes e teremos que ficar mais uns quatro dias aqui nesse país xoxo e derrubado.

RODOLFO REGINALDO: Que problema, mamãe? Meu passaporte está totalmente excelente!

DONA SARITYELLEN: Nós não vamos usar nossos passaportes de verdade, imbecil! Quem tá enrolando para entregar os passaportes é o falsário que eu contratei.

RODOLFO REGINALDO: Falsário! O_O

DONA SARITYELLEN: Exatamente! A partir de agora, meu nome é Kate Diana Elizabeth. E o seu é Jabiédisson Glaudemar.

RODOLFO REGINALDO: OOOO QUUUUUEEEEEE!!!!?? Ò_ó Porque você escolheu esse nome horroroso para mim?

DONA SARITYELLEN: Isso não é importante. O importante é que o falsário ainda vai precisar de uns dias para terminar o trabalho dele.

RODOLFO REGINALDO: Se é assim a gente poderia, pelo menos, pedir pra ele fazer um passaporte falso para a Risoleta também.

DONA SARITYELLEN: Affff… quê que você tem na cabeça no lugar do cérebro, moleque? Jujuba? Primeiro que ninguém “pede” nada ao falsário. A gente paga. E paga bem caro. Segundo que eu não vou gastar um centavo com essa desfrutável.

RODOLFO REGINALDO: Então eu quero o dinheiro da minha mesada esse mês.

DONA SARITYELLEN: Rodolfo, francamente… eu sei que você já não está tão afim dessazinha… porque você não aproveita e deixa ela por aqui? Ela vai saber se virar. Além do mais, ela não tem estirpe para acompanhar a gente nas Bahamas…

Rodolfo Reginaldo fica pensativo. No fundo, ele também está de saco cheio de Risoleta. Ele vai até a janela da suíte e olha para a piscina. E vê, lá em baixo, Risoleta deitada à beira da piscina, com a parte de cima do biquíni desamarrada e uma calcinha pequena atochadíssima. Todos os homens passam olhando.

RODOLFO REGINALDO: Acho que já sei como resolver…

Enquanto isso, em Vila dos Bairros…:

O Delegado Del Rêgo interroga a pobre Reginete, ex-funcionária dos Preservativos Fofada.

DELEGADO DEL RÊGO: Como a senhora convivia com a jovem Risoleta, quero que me diga se já havia alguma intenção declarada por parte dela de fugir com o filho da patroa.

REGINETE: Mas isso é um absurdo, dotô Delegado! Cê me interrogou porque eu convivia com a Mistiane, agora me interroga porque eu convivia com a Risoleta. Pelamordedeus! Eu convivia com essas quenga por causa da empresa. Tenho nada a ver com elas não!

DELEGADO DEL RÊGO: Eu não a estou acusando de cúmplice. Você só está aqui como informante.

REGINETE: Sei… e outra que o menino Rodolfo Reginaldo nem tinha chegado na cidade na época em que eu convivia com aquela corrimão de escada! Mas ó… se é pra não perder a viagem, eu quero falar uma coisa pro senhor.

DELEGADO DEL RÊGO: Hum… Certo. Fale.

REGINETE (em tom de fofoca): Todo mundo ficou muito, muito impressionado com a história da fuga da Dona Sarityellen. Todo mundo mesmo. Menos uma pessoa…

DELEGADO DEL RÊGO: A prefeita Fafécia, eu sabia!

REGINETE: Não, essa aí é uma mosca morta. Eu tô falando da Cleoniça Pipoqueira.

Momentos de tensão!

Enquanto isso, no hotel de luxo no Guarujá.
Rodolfo Reginaldo anda a toa no corredor do hotel quando vê Mistiane, vestida de camareira, num cantinho, mexendo nuns panos.

RODOLFO REGINALDO: Moça…

MISTIANE: Oi seu… err… (fingindo que não lembra o nome) Rodolfo Reginaldo, é isso?

RODOLFO REGINALDO: É isso mesmo… você não recebeu nenhuma advertência por causa daquele lençol, não?

MISTIANE: Ninguém soube… quando eu encontro um príncipe e quero agradá-lo, faço isso com toda a minha competência *_*

RODOLFO REGINALDO (todo mexido): Puxa vida… precisamos conversar melhor. Que horas você sai do trabalho?

MISTIANE: Ai, moço… não sei se devemos.

RODOLFO REGINALDO: Devemos e precisamos. Tenho que te conhecer melhor.

MISTIANE: Deixa pra lá, moço… (meio que saindo)

RODOLFO REGINALDO: Pelo menos me diz seu nome.

MISITIANE: Tá no meu crachá, puxa vida! Seu desatencioso! Ò.ó

RODOLFO REGINALDO: Descuuuuulpa! Deixa eu ler então… err… bem… Tabatah Soraya!?

MISTIANE (com sorriso sacana): Isso mesmo!

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
E agora? Qual será o plano de Mistiane? E a pipoqueira Cleoniça? Conseguirá dissipar a nuvem de dúvidas que paira sobre ela? Qual será o destino de Risoleta? Não perca a resposta dessas e de outras perguntas no próximo e emocionante capítulo de ENVOLVENTE SUCESSAGEM!


Mestre Risada Forçada®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram