ENVOLVENTE SUCESSAGEM [Capítulo #28] – Revelações reveladoras



DONA SARITYELLEN: MISTIANE!? o_O

MISTIANE (sem fazer muito alarde, fria e calculista): A senhora conhece a Mistiane!?

DONA SARITYELLEN: Claro que conheço a Mistiane. VOCÊ É A MISTIANE! Com cabelo ruivo, mas é a Mistiane!

RODOLFO REGINALDO: Peraí. Alguém pode me explicar quem diabos é Mistiane!?

MISTIANE: Então… (se levanta da mesa e começa a falar em tom explicativo) Mistiane é uma mulher com quem me confundem há muitos anos. Volta e meia me deparo com alguém que me confunde com ela. Tem horas que eu até tenho vontade de conhecer.

DONA SARITYELLEN: Então você tá querendo me convencer de que você não é a Mistiane!?

MISTIANE: Bem… convencer ou não convencer eu não me importo muito. Prefiro apenas me apresentar. Eu me chamo Tabatah Soraya.

DONA SARITYELLEN: Muito estranho para o meu gosto…

RODOLFO REGINALDO: Continuo sem saber quem é Mistiane.

MISTIANE: E quem se importa, meu amor? Sente-se, sogrinha. A Panelice preparou um chá da tarde estupendo e a senhora precisa desfrutá-lo conosco.

DONA SARITYELLEN (ainda muito desconfiada): Mas você, pelo menos, tem família em Vila dos Bairros!?

MISTIANE (fingindo de desentendida): Onde!?

RODOLFO REGINALDO: Desista, mamãe… minha Tabatah é minha Tabatah… não tem espaço para Mistiane nenhuma dentro dessa casa.

MISTIANE: Ai, que fofo… meu amor!!!

Enquanto isso, em Vila dos Bairros…

Carlos Leopoldino, o ex-namorado de Mistiane – que ficou sobrando na história desde que ela e Risoleta foram embora de Vila dos Bairros – tenta jogar um caô pra cima do repórter Clodomiro Farinhão, enquanto ele almoça num restaurante.

CARLOS LEOPOLDINO: Mas é muito difícil se dar bem na televisão, seu Farinhão?

CLODOMIRO FARINHÃO: Depende muito, meu caro… é preciso ter muito empenho, esforço…

CARLOS LEOPOLDINO: Eu penso em trabalhar na TV desde quando eu era pequeno, sabe… mas nunca levei muito a sério. Nunca saí para meter a cara e conseguir meu lugar ao sol.

CLODOMIRO FARINHÃO (mastigando freneticamente): Hummm…

CARLOS LEOPOLDINO: Também né… aqui nessa cidadezinha minúscula… não tem oportunidade pra nada.

CLODOMIRO FARINHÃO: Desse jeito fica difícil mesmo. Pensando assim, agindo assim…

CARLOS LEOPOLDINO: Você… err… poderia me indicar?

CLODOMIRO FARINHÃO: Como assim… indicar!?

CARLOS LEOPOLDINO: Tipo… me apresentar pro pessoal da televisão, sabe… hehehe… eu sei fazer um monte de coisa legal.

CLODOMIRO FARINHÃO: Rapaz, eu sou jornalista. Não trabalho com a parte artística.

CARLOS LEOPOLDINO: Mas eu já apresentei o prêmio Gatinha Sensação de 2011, quando eu tava no ensino médio. Sou ótimo apresentadeiro.

CLODOMIRO FARINHÃO (sem dar tanta bola): Então pode ser, cara… junta seu portfólio e seu currículo e traz pra mim. Daí eu levo pro pessoal da TV.

CARLOS LEOPOLDINO: Currículo!? Ah, não não… Eu não quero entrar pela cota de gente talentosa, eu quero entrar na cota de rostinho bonito. Olha na minha cara e vê só se um programa apresentado por mim não teria o maior público feminino da emissora ^_^

CLODOMIRO FARINHÃO: Sei… ¬¬’

De repente, um grande estouro é ouvido. O som vem de fora. Todos saem correndo do restaurante para ver do que se trata. Ao sair, veem um grande foco de fumaça vindo do hotel da cidade.

CLODOMIRO FARINHÃO: Não pode ser!!!

Clodomiro sai correndo, deixando Carlos Leopoldino sozinho…

CARLOS LEOPOLDINO: Depois a gente se fala, né seu Clodomiro!? … Seu Clodomiro!? Droga… =(

Clodomiro vai até a porta do hotel e recebe a informação de uma recepcionista:

RECEPCIONISTA: Foi no quarto dos seus amigos!

CLODOMIRO FARINHÃO: Não são meus amigos. São o meu câmera e o meu operador de áudio.

RECEPCIONISTA: De qualquer forma, seu Clodomiro… parece que eles estão bastante feridos.

CLODOMIRO FARINHÃO: Mas o que aconteceu, caramba!?

RECEPCIONISTA: Pelo que me contaram, parece que os dois estavam se divertindo com uma boneca inflável…

CLODOMIRO FARINHÃO: A BONECA BUMBUM GRANADA!!!! =O

A alguns quilômetros dali, na fábrica de explosivos Fofada…

Reginete, do almoxarifado, se aproxima lentamente da sala de Seu Alba. Ela precisava falar algo do trabalho com ele, mas logo percebe que seu chefe está tendo uma conversa muito suspeita pelo celular e decide ficar ouvindo atrás da porta entreaberta.

SEU ALBA: Sim, sim… estão sob controle. Fiquei sabendo que a boneca estourou no hotel… isso mesmo, a que eu dei para aquele repórter abelhudo!

REGINETE (sussurrando): Minha nossa! =O

SEU ALBA: Ninguém nunca vai desconfiar porque eu trato essa gentalha com alguma simpatia… eu me controlo pra não colocar cada um no seu lugar… não, claro! Claro… tá tudo dominado por aqui, pode se tranquilizar…

REGINETE (sussurrando): Com quem que ele tá falando!?

SEU ALBA: Aquele imbecil daquele Farinhão veio lá do Rio de Janeiro só pra bisbilhotar aqui em Vila dos Bairros. Mas comigo ele não se cria… como você vê, estou fazendo tudo o que você queria. (meio safadinho) Tá na hora de você começar a fazer o que eu quero também, não é… alô?… alô?… droga!

REGINETE: Ele não pode me ver aqui.

A funcionária do almoxarifado desiste do que ia fazer ali e sai correndo da antessala.

De volta às Bahamas…

Dona Sarityellen e Mistiane (ainda fingindo ser Tabatah Soraya) engatam um conversê demorado, recheado de gostosas risadas. As duas se dão muito bem. Rodolfo Reginaldo fica cada vez mais entediado.

DONA SARITYELLEN: Aiai… como você é divertida e classuda. Estou cada vez mais convencida de que você não é a Mistiane. Porque a Mistiane, coitada, o máximo que conseguia era dançar funk na praça feito uma galinha com reumatismo.

MISTIANE (se segurando para não voar no pescoço de Dona Sarityellen): Ai, que bom Dona Kate Diana Elizabeth! É bom mesmo que tenhamos uma boa relação, já que tudo indica que serei sua nora.

DONA SARITYELLEN: Pelo menos até agora eu não me oponho, viu! Por mim vocês dois estão casadíssimos!

RODOLFO REGINALDO (de longe, com cara de sono): Que legal…

DONA SARITYELLEN: Pra selar essa nossa nova amizade acho que a gente deveria ter um belo programa de sogra e nora. Que tal irmos bater perna no shopping!? Estou quase pelada! Preciso comprar roupas e joias novas.

MISTIANE: Por mim tudo bem. Vou adorar! ^_^

DONA SARITYELLEN: PANELIIIIIIICEEEEEE!!!! Eu e Tabatah Soraya vamos ao Shopping. Não nos espere para o jantar. Mas vê se faz algo balanceado pro meu filho, porque ele já tá começando a criar uma pancinha.

RODOLFO REGINALDO: O QUÊ!? Ò.ó

PANELICE: Pode deixar, Dona Kate Diana Elizabeth!

Mistiane e Sarityellen saem de casa aos risos e fricotes, como duas grandes amigas.

Não muito longe dali, Risoleta caminha pelas ruas de Nassau, tentando encontrar Rodolfo Reginaldo. Já está à tardinha e ela começa a não saber mais o que fazer.

RISOLETA: Ai, Brasil… fui nessa de acreditar que essa tal de Bahamas era pequena, agora não consigo achar aquele cretino do Rodolfo Reginaldo! Só me resta tentar fazer o que sei de melhor e entrar naquele shopping ali. Quem sabe eu não encontro um velho rico e consigo jogar aquela sedu, né!? Rsrsrs…

Não tão longe dali, no aeroporto de Nassau, quem desembarca triunfantemente é o Delegado Del Rêgo, de terno preto, óculos escuros, cara de mal e uma bengala, já que ainda não se recuperou totalmente da explosão da boneca inflável com bumbum granada.

O delegado retira os óculos e comenta:

DELEGADO: Pois é! Quem diria que essa história de delegado me levaria tão longe! Meu irmão ficaria orgulhoso… acho.

De volta ao shopping…

Risoleta fica tentando mandar um caô para o caixa da lanchonete, na praça de alimentação.

RISOLETA (toda sensual): Me can pagation this rango with my cuerpo!?

ATENDENTE: Please, Lady… just 17 bucks!

RISOLETA (ainda sensual): Bucks on the table!?

O atendente fica irritado e chama um segurança. Risoleta já se escafede dali antes que o segurança chegue…

RISOLETA: Ai, credo! Precisa barbarizar não, irmão! Eu hein! U_U

A jovem espevitada passa a andar pelo shopping, com fome e em total desalento. De repente, ela se espanta com uma imagem que não imaginava que veria: ali, a alguns metros dela, abarrotadas de sacolas de compras, andam juntas a Dona Sarityellen e Mistiane. Ambas muito classudas e sorridentes.

RISOLETA: Mas o que é isso, Brasil!? o.O

Risoleta fica cada vez mais estupefata com o nível de entendimento entre Sarityellen e Mistiane.

RISOLETA: Ah, mas então é isso! Era tudo um plano da Dona Sarityellen com aquela songamonga desde o começo!!! Ò_ó

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

E agora? Como Risoleta agirá diante do que veem seus olhos!? Com quem será que Seu Alba fala!? E quais são as intenções de Mistiane? Não perca o próximo e inesquecível capítulo de ENVOLVENTE SUCESSAGEM.

Mestre Risada Forçada®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram