Header Ads

header ad

ENVOLVENTE SUCESSAGEM [Capítulo #30] – A vingança da derrotada



Continuação da conversa entre Risoleta e o Delegado Del Rêgo na rua, em Nassau, nas Bahamas:

RISOLETA: Quem o senhor acha que está com a Dona Sarityellen aqui em Nassau!?

DELEGADO DEL RÊGO: COOOOMO É QUE ÉÉÉÉ!? DONA SARITYELLEN E MISTIANE ESTÃO JUNTAS? o.O

RISOLETA: Juntíssimas, juntérrimas!

DELEGADO DEL RÊGO: Mas, mas… juntas mesmo!?

RISOLETA: Aham!

DELEGADO DEL RÊGO: Mas tão se beijando e coisa e tal!? Andando de mãos dadas, si pá…

RISOLETA: Afff, Delegado… juntas, mas não tanto, néahmmm!? Eu vi as duas comprando horrores no shopping, tomando sorvete frescurento de chocolate belga… ai, que ódio… e eu sem nem uma água com gás. Mas foi só isso. Elas tavam passeando, andando, rindo… feito duas cúmplices… foi só isso que eu vi. Ai, hein!

DELEGADO DEL RÊGO: Desculpa, mas você fala as coisas de um jeito que, né…

RISOLETA: A Dona Sarityellen eu até shippava… rsrsrs…ela dançando o Rabetão-tão-tão deve ser uma cena linda de viver! Agora, aquela lombriga azeda da Mistiane é que eu não queria nem que me pagassem… rsrsrs… Ai, credo!

DELEGADO DEL RÊGO: Ao que tudo indica, Dona Sarityellen é culpada pelo assassinato do Halvarino. Sabia!?

RISOLETA: Pagando meu canapé e minha champanhe, meu amor, pra mim tá ótimo… rsrsrs…

DELEGADO DEL RÊGO: Risoleta, francamente!

RISOLETA: Vamos encerrar, Delegado. Ó… eu posso ajudar o senhor. Mas aí o senhor me leva pro lugar onde o senhor está hospedado. Eu só não tô debaixo da ponte aqui nas Bahamas porque não encontrei nenhuma ponte ainda… rsrsrs… ai, só rindo pra não chorar.

DELEGADO DEL RÊGO: Está bem, Risoleta… eu te levo para o hotel em que estou. Mas você vai ter que me prometer que não vai tentar me levar pro mal caminho…

RISOLETA: Aham… prometíssima… rsrsrs… prometer é comigo mesmo… rsrs… promete tudo! Promete mais! Promete, promete, sem pudor e sem parar… rsrsrs… AAAAAI QUE DELÍCIA DE BAHAMAS, CHUPA SOCIEDADE!

DELEGADO DEL RÊGO: Eu mereço… ¬¬’

Enquanto isso, em Vila dos Bairros…

O repórter Clodomiro Farinhão recebe uma ligação de sua produção no Rio de Janeiro. No começo ele imagina se tratar de alguma questão envolvendo seu câmera e seu operador de áudio, que prosseguiam internados no hospital. Mas a razão da ligação era outra…:

PRODUÇÃO: Nós tivemos acesso a informações privilegiadíssimas sobre o caso da dona da fábrica de preservativos que está foragida.

CLODOMIRO FARINHÃO: Estou sozinho, pode falar.

PRODUÇÃO: Ela fugiu para as Bahamas. E, não apenas isto! O delegado da cidadezinha, o tal de Del Rêgo foi designado a viajar até as Bahamas para prender a suspeita.

CLODOMIRO FARINHÃO: Ué, e pode isso?

PRODUÇÃO: Não sei se pode. Mas está acontecendo. É por isso que você deverá sair de Vila dos Bairros imediatamente. Deixe esses dois energúmenos aí que o seguro cuida do resto. O foco agora é ir para as Bahamas atrás do delegado e da meliante. Vai rolar prisão espetacular e nós é que vamos entubar essa!

CLODOMIRO FARINHÃO: Está bem… eu vou sair daqui a pouco. Chego aí amanhã de manhã para pegar o voo para as Bahamas.

PRODUÇÃO: Não dá tempo! Estamos designando nosso helicóptero pra você viajar até as Bahamas.

CLODOMIRO FARINHÃO: UAAAAU!!! Vocês vão mandar o Águia Diamantada pra mim? Sempre foi meu sonho fazer reportagem nesse helicóptero! *_*

PRODUÇÃO: Na verdade a gente vai mandar o Urubu de Meu Louro, que é o nosso helicóptero alternativo. Ele tá com umas falhas elétricas e, de vez em quando, ele cai uns 200 metros em voo antes de voltar ao normal. Recomendo que você use paraquedas.

CLODOMIRO FARINHÃO: Ah, claro… ¬¬’

PRODUÇÃO: O Urubu de Meu Louro vai chegar aí em duas horas ou menos. Esteja preparado.

CLODOMIRO FARINHÃO: Certo… não tenho pressa, viu!

Enquanto isso, na casa de Dona Sarityellen em Nassau, Bahamas…

A ex-dona da fábrica de preservativos (ainda sob a identidade de “Kate Diana Elizabeth”) e Mistiane (ainda sob a identidade de “Tabatah Soraya”) chegam em casa abarrotadas de sacolas de compras. Rodolfo Reginaldo (ainda sob a identidade de “Jabiédisson Glaudemar”), deitado no sofá, desabafa sobre seu descontentamento.

RODOLFO REGINALDO: Até que enfim você devolveu minha namorada, hein! Já tô me sentindo de escanteio.

DONA SARITYELLEN: E você ficou aí deitado esse tempo todo, garoto!? Nem pra fazer uns 15 abdominais você serve!?

Mistiane dá uma leve risadinha.

RODOLFO REGINALDO: Ei, Tabatah! Não é pra você rir do que minha mãe fala, não! Não teve graça!

DONA SARITYELLEN: Já chega, Rodolf… digo… Jabiédisson! Desse jeito você vai espantar essa moça e eu não quero que isso aconteça. Ela é uma preciosidade! Vocês precisam se casar!

MISTIANE: Puxa que puxa, Dona Kate Diana! Eu… eu faço muito gosto. Né, amor!?

Mistiane vai se aproximando de Rodolfo Reginaldo, que dá aquele sorrisinho meio sem graça e não tão empolgado.

RODOLFO REGINALDO: É isso mesmo…

DONA SARITYELLEN: Ô PANELIIIIIIIIIIICEEEEEEEEE!!!! Vem pegar minhas compras, sua vassala incompetente!

Enquanto isso, do outro lado de Nassau…

O Delegado Del Rêgo, em seu quarto de hotel, tenta entrar num acordo com Risoleta.

DELEGADO DEL RÊGO: Os investigadores da Interpol que trabalham comigo no caso…

RISOLETA: AAAAAAAI, QUE LUXO!!! Me senti num filme do Jackie Chan, agora!

DELEGADO DEL RÊGO: POSSO CONTINUAR, SUA LARAZENTA!? ¬¬’

RISOLETA: Ai credo, que mau humor… falta de relaxo… rsrsrs…

DELEGADO DEL RÊGO: Você querendo ou não eu vou continuar. Pois bem… estamos prestes a descobrir qual o nome que Dona Sarityellen está utilizando aqui nas Bahamas. Identificando sua identidade falsa, saberemos onde ela mora. E ao sabermos disso é que entra a sua parte.

RISOLETA: Minha parte em dinheiro, de preferência… rsrsrs… mas um iate já serve.

DELEGADO DEL RÊGO: Você precisa se reaproximar do filho da Sarityellen, Rodolfo Reginaldo.

RISOLETA: Preciso mesmo! Ele vai me pagar por aquela falseta com aquele jogadorzinho de quinta categoria!

DELEGADO DEL RÊGO: Ótimo… em você restabelecer uma relação com o rapaz, descubra qual a relação entre Sarityellen e Mistiane.

RISOLETA: Cúmplices, certeza! U_U

DELEGADO DEL RÊGO: Confesso que o envolvimento da Mistiane com essa bandida me decepciona. Eu esperava mais dessa moça. Achava, inclusive, que ela era inocente.

RISOLETA: Aham…

DELEGADO DEL RÊGO: Mas o foco principal continua sendo Dona Maria Cláudia Sarityellen Fofada. É dela que eu preciso da parte mais significativa de sua colaboração.

RISOLETA: O quê mais exatamente, delegaditcho!?

DELEGADO DEL RÊGO: Só preciso que você arranque uma confissão de Dona Sarityellen. Na verdade, duas. Se rolar três a gente até pede música no Jantástico.

RISOLETA: Ai, para! Rsrsrs…

DELEGADO DEL RÊGO: Preciso que Dona Sarityellen confesse que armou o esquema da camisinha de chiclete mastigado, que botou fogo na própria fábrica para dar o golpe do seguro e que matou seu funcionário, Halvarino Guspi.

RISOLETA: Ah, claro… só isso. Preciso arrancar confissões de uma ladra golpista que pode ter matado o próprio funcionário. Ai, que tarefinha leve, rsrsrs…

DELEGADO DEL RÊGO: Ou você colabora comigo ou vai pegar um cadeião cabuloso, tá me ouvindo!? Não vai ser só dormir na cadeia por ficar de agarração na praça não, minha filha!!!

RISOLETA: Ai, seu grosso! Já entendi! Eu vou colaborar nessa biboca!

DELEGADO DEL RÊGO: Ótimo… agora vamos dormir que o dia amanhã tem muitas tarefas.

RISOLETA: Dormir!? Eu!? Rsrsrs… (já começando a sensualizar) para, né…

DELEGADO DEL RÊGO: De verdade, Risoleta… hoje eu tive um dia atribulado.

RISOLETA: Então vamos relaxaaaaaaaaaarrrr… rsrsrs…

Mesmo cansado, o delegado não resiste ao “charme” e à “sedução” de Risoleta. Os dois têm uma noite de amor brutal, e logo o delegado cai de lado na cama, quase desmaiado.

Risoleta tenta dormir, mas…:

RISOLETA: Nossa, mas isso é um urso da montanha roncando no meu ouvido! Sou obrigada não, amore!

O delegado continua dormindo e roncando alto, sem deixar Risoleta dormir. Mas isso acaba sendo útil a ela. No meio da madrugada, o Delegado Del Rêgo recebe uma mensagem em seu celular. Não qualquer mensagem. Mas a mensagem contendo o endereço de Dona Sarityellen.

A jovem vai até o celular brilhando com as notificações. O delegado nem se mexe, na cama.

Risoleta lê o endereço e toma uma atitude rápida. Anota-o num pedaço de papel e apaga a mensagem do celular do Delegado Del Rêgo.

RISOLETA: Eu vou resolver essa patacoada é do meu jeito, meu amor… rsrs… ou eu não me chamo Risoleta de Marco!

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

E agora? Qual será o plano de Risoleta? O que será de Mistiane? Não perca o próximo e surpreendente capítulo de ENVOLVENTE SUCESSAGEM.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.