Header Ads

header ad

ENVOLVENTE SUCESSAGEM [Capítulo #36] – Voar, voar, subir, subir


Risoleta e Dona Sarityellen acompanham o piloto até o heliponto particular. Mistiane, infiltrada no quintal (sem o conhecimento do Delegado Del Rêgo) se prepara para agir no melhor momento. Ou, pelo menos, no momento que ela julga ser o melhor.

Enfim, o momento chega.

Mistiane sai de trás de um arbusto e corre para perto do helicóptero, apontando uma arma.

MISTIANE: Paradinhos aí, ninguém sai com esse helicóptero! Ò.ó

DONA SARITYELLEN: Mistiane, sua otária! Sai daí com esse brinquedinho, sai!

MISTIANE (furiosa): Não é brinquedinho!

DONA SARITYELLEN: Até parece que você teria cacife para vir aqui com uma arma de verdade. Ora, me poupe, se poupe, nos poupe!

Mistiane dá um tiro no chão. Dona Sarityellen fica com medo. Agora ela viu que a arma é de verdade.

MISTIANE: Peguei essa arma “emprestada” do Delegado Del Rêgo… vou devolver mais tarde…

RISOLETA: Ai, gente… se for pra morrer eu morro numa boa. Só que na hora do programa policial fazer a reconstituição eu EXIJO uma atriz gostosa fazendo o meu papel! Se não for assim eu vou assombrar a casa do apresentador para sempre U_U

MISTIANE: Desce desse helicóptero, Risoleta! Meu lance não é contigo não. Meu lance é com você, Dona Sarityellen, sua jararacuçu de 7 cabeças!

RISOLETA (já descendo): Eu hein! Eu desço e é já. Nem gosto de helicóptero mesmo, prefiro andar de moto David Harleysson, que dá pra empinar meu popozão durinho que eu malhei na queima de 48 horas… rsrsrs… sai pra lá, baixo-astral!

Risoleta sai correndo e Mistiane entra no helicóptero, ficando ao lado de Dona Sarityellen.

MISTIANE: E agora, hein!? Sua bandida…

DONA SARITYELLEN: Você tá apontando uma arma pra mim, Mistiane. A bandida aqui é você.

MISTIANE: Comandante, levanta esse helicóptero. Nós vamos para Vila dos Bairros agora mesmo!

DONA SARITYELLEN: Vila dos Bairros!? Mas, Mistiane, você enlouquec…

MISTIANE: É isso mesmo, sua pistoleira! Você vai confessar pra todo mundo que botou fogo na fábrica e pôs a culpa em mim, que deu golpe do seguro e que matou o coitado do Seu Halvarino!

COMANDANTE MAICON DOUGLAS (já levantando voo): Moça, eu não sei onde raios é Vila dos Bairros, mas se for no Brasil, ó… não tem combustível pra ir até lá não!

MISTIANE: Apenas faça seu trabalho, meu caro.

COMANDANTE MAICON DOUGLAS: Sim, senhorita!

Enquanto o helicóptero vai se afastando, Risoleta vai se reaproximando da casa. Não parece muito abalada não. Entra meio como se nada tivesse acontecido. Rodolfo Reginaldo, estranhando sua presença ali, logo pergunta.

RODOLFO REGINALDO: O que você tá fazendo aqui, Risoleta!? Não ia pra Miami com minha mãe!?

RISOLETA: Eu ia, né… mas aí chegou a Mistiane com uma arma na mão e voou com sua mãe pra lá.

RODOLFO REGINALDO (assustado): COMO É QUE É!? A Mistiane tá armada dentro do helicóptero com a minha mãe!? Como é que você fala isso assim, como se não fosse nada!?

RISOLETA: Mistiane, né Dodolfinho… rsrsrs… é uma anta de marca maior. Não vai conseguir fazer nada com aquele revólver, só passar vergonha… rsrsrs.

RODOLFO REGINALDO (apavorado ao telefone): Pelo amor de Deus, me manda um helicóptero! Sim, pediram um helicóptero aqui mais cedo, mas eu quero outro… manda logo, por favor!

RISOLETA: Dois helicópteros num único dia… rsrsrs… que delícia, Brasil! AAAAAI QUE LUXO MARAVILHOSO!!!

Poucos minutos depois, um helicóptero pousa no heliponto e apanha Rodolfo Reginaldo. O jovem sai a caçada do helicóptero que leva sua mãe e sua ex-noiva.

Não muito longe dali, o repórter Clodomiro Farinhão, também a bordo de um helicóptero – o Urubu de Meu Louro – estranha a movimentação na mansão dos Fofada.

CLODOMIRO FARINHÃO: Dois helicópteros!? Ou é muita ostentação ou é uma fuga. Vai atrás deles, Comandante Emilson.

COMANDANTE EMILSON: Sim, seu Clodomiro! Não os perderei de vista!

Enquanto isso, na mansão Fofada.

RISOLETA: Ô Panelice, estoura uma pipoca, traz um guaraná bem gelado e vem comer comigo aqui na sala.

PANELICE (espantada): Comer COM A SENHORA, Dona Risoleta!?

RISOLETA: É, ué… tô sozinha mesmo ^_^

PANELICE: Mas isso não é muita insubordinação!?

RISOLETA: Deve ser… rsrs… mas eu quero companhia. Bora ver um pornozão esperto nessa TV de 10 mil polegadas!?

PANELICE: Bem… se a senhora tá convidando, demorô! 😀

E dentro do helicóptero…

DONA SARITYELLEN: Quanto você quer para parar essa patacoada agora mesmo, hein Mistiane!?

MISTIANE: Não faço as coisas movida a dinheiro, sua salafrária! Faço movida a justiça!

DONA SARITYELLEN: 100 mil é justo pra você!?

MISTIANE: Eu não estou de brincadeira!

DONA SARITYELLEN: Nem eu! 100 mil, te apresento um falsário ponta firme, ele faz uma nova identidade pra você, fica tudo certinho! Eu até sugiro um nome que é a sua cara: Stéphanie de Mônaco Ferreira da Silva. Ideia boa, não acha!?

MISTIANE: Boa… mas bom mesmo vai ser ver toda Vila dos Bairros apontando o dedo pra senhora, condenando a senhora… a senhora pagando pelos seus crimes…

DONA SARITYELLEN: Deixa de bestagem, Mistiane!

MISTIANE: É seu fim da linha, Dona Sarityellen! Não banque a rainha de Sabá agora!

DONA SARITYELLEN: Bem se vê pelo seu vocabulário que era você quem me mandava aqueles bilhetinhos ridículos.

MISTIANE: Bingo para a parte de “bilhetinhos”. Só não eram ridículos. A senhora ficava apavorada, que eu sei!

DONA SARITYELLEN: Ficava mesmo. Cheio de vírgula inapropriada. Você precisava de umas boas aulas de gramática.

MISTIANE: Que papo de recalcada!

Enquanto isso, em Vila dos Bairros…

Seu Alba está descadeirado de tanto que andou a pé até conseguir chegar a Vila dos Bairros. Ele senta no meio-fio da praça e estica as costas. Mas mal consegue descansar, pois é interrompido por Carlos Leopoldino (aquele ex-namorado da Mistiane que flopou legal na novela e de vez em quando aparece para alguma bobagem).

CARLOS LEOPOLDINO: Seu Alba, Seu Alba! Que bom que encontrei o senhor!

SEU ALBA: Não vê que eu tô todo quebrado, infeliz!?

CARLOS LEOPOLDINO: É que chegou uma carga muito cabulosa lá na fábrica, Seu Alba. Quilos e mais quilos de dinamite, césio, urânio enriquecido, polônio, actínio, olha… tudo o que tem de mais cabuloso na tabela periódica chegou num carregamento gigante lá na fábrica e só aceitam a assinatura do responsável.

SEU ALBA: Mas você é incompetente mesmo, né!? Custava pôr um terno, uma gravata e falsificar a minha assinatura!?

CARLOS LEOPOLDINO: Caramba, Seu Alba! =O

SEU ALBA: Vai… me ajuda a me levantar, deixa eu ir lá resolver essa pendenga, já que você não foi competente para tanto.

CARLOS LEOPOLDINO: A propósito… sabe quem passou por aqui algumas horas atrás!? A Reginete. Ela colocou as coisas dela num carro e disse que estava indo para o Amapá. Que coisa estranha essa mudança repentina dela, não é!?

SEU ALBA: Nem me fale… ¬¬’

Algum tempo depois, na Mansão Fofada em Nassau…

O celular de Panelice apita, indicando uma notificação. Panelice olha para o celular assustada.

RISOLETA: Nossa, Panelice! Se for uma nude que você recebeu, eu também quero ver… rsrsrs.

PANELICE: Pior que isso, Dona Risoleta! São uns amigos meus falando que a Dona Kate Diana Elizabeth tá aparecendo na televisão. E parece que a coisa é séria.

RISOLETA: Ainnn, bem na hora que a moça do filminho ia levar uma ejaculação no esôfago! Como eles me matam de tédio… ¬¬’

Risoleta troca do canal de saliência para o canal de notícias Globand Gazetchannel.

CLODOMIRO FARINHÃO: Já são pelo menos duas horas de perseguição e estamos acompanhando tudo. No helicóptero da frente vai Maria Cláudia Sarityellen da Assunção Fofada, acusada de dar golpe do seguro pondo fogo na própria fábrica. Junto dela está Mistiane, sua ex-funcionária e suposta cúmplice. No segundo está o filho de Sarityellen Fofada, Rodolfo Reginaldo Fofada.

RISOLETA: Ihhh… a casa caiu!

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

E agora? Será que Dona Sarityellen confessará sua culpa diante de Vila dos Bairros!? E a pipoca da Risoleta, será que está boa!? Não perca o próximo e surpreendente capítulo de ENVOLVENTE SUCESSAGEM.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.