DEUS ME DIBRE DESSE AMOR [Capítulo #2] – Patrocínios



Jadice fica furiosa com o convite de Gelinho.

JADICE: Como assim "pegar um cineminha", seu cavalo! Você me detonou hoje durante o jogo.

GELINHO: Detonei porque você é terrível com uma bola no pé, HAHAHAHA! Mas ó, tirando isso, você é linda mais que demais. E se você quiser te dou uma noite bem especial, pra você esquecer daquele jogo horroroso.

JADICE (irada, arrancando o tamanco do pé): Noite especial vai ser meu tamanco na sua cara, seu desgraçado infeliz!

GELINHO: Quê isso, Jadice! Eu vim em paz e…

JADICE: EU TÔ DE OVO VIRADO! TOMA TAMANCO NA CARA, SEU PAMONHA!!!

Jadice atira o tamanco e acerta bem na cabeça de Gelinho.

GELINHO: AAAAAIII, sua terrorista! Me atingiu em cheio!

JADICE: Pra você aprender!!! U_U

GELINHO: Em vez de usar essa pontaria na hora de chutar pro gol, né… ¬¬'

JADICE: SAI DAQUI, DESGRAÇADO!!! PARA DE ME DETONAR!!!

GELINHO: Mas é isso que você é, Jadice! Uma perna-de-pau! Uma estabanada!

JADICE: SOME DAQUI SOME DAQUI SOME DAQUI SOME DAQUI Ò_ó

É de noite, na casa de Seu Reno. Seu Teozin, convidado para o jantar, chega sozinho, já que seu filho, Gelinho, foi tentar convidar Jadice para sair (o que você já viu que não deu certo).

SEU RENO: Seja bem-vindo à nossa humilde residência, Teozinho!

DONA SANGRA (envergonhada, entredentes): Não chama nossa casa de "humilde residência", Reno.

SEU RENO (falando baixinho): Quê que tem, amor…

TEOZIN DO COXIPÓ: Canhaim! Da última vez que eu vim aqui num tinha esses quadro bonito.

DONA SANGRA: Trata-se de arte plástica de alto nível, senhor Teozinho. Coisa de gente requintada, sabe?

TEOZIN DO COXIPÓ: Verdade… essa casa está ficando demásh de bonita. Só acho uma pena vocês num tê aceitado o convite de ir no meu restaurante. Eu ia ficar muito facero. Hoje o Cantinho Digoreste tá com um Arroz Maria Isabel que ó... é de comer rezano.

DONA SANGRA: Valha-me Deus! Isso por acaso é mais uma daquelas comidas feiosas lá do Amapá?

TEOZIN DO COXIPÓ (meio cabreiro): Cuiabá, minha senhora. Meu restaurante serve a melhor comida cuiabana de São Paulo.

SEU RENO (envergonhado, falando baixinho): Manera aí, Sangra!

DONA SANGRA: Só de pensar que a gente teria que descambar pra um bairro chamado Calamidade pra ter que comer comida cuiabana, que deve ter gosto de sabão… ARGH!! Já sinto calafrios!!! Já não basta meu marido vender kibe!

TEOZIN DO COXIPÓ: Tchô! Inclusive, ele precisou vender muito kibe pra senhora poder arrotar caviar…

Dona Sangra fica sem graça… mas não muito.

DONA SANGRA: Que conversa maçante… Reno, vou ao meu quarto escaldar meus pés em sal do Himalaia. Só me chame quando o jantar for servido. FIVEEEELLLLYYYYYYYY, ESQUENTA UMA CHALEIRA D'ÁGUA E LEVA NO MEU QUARTO SEM ENROLAÇÃO, SUA SERVIÇAL MOSCA-MORTA!!!

Dona Sangra vai saindo, Seu Reno leva Seu Teozin ao seu escritório.

SEU RENO: Desculpa a minha esposa, Seu Teozinho. Agora que a gente tá melhorando um pouco de vida, ela tá ficando mudada.

TEOZIN DO COXIPÓ: Tô veno… mas e então, Reno!? Por quê que cê me tchamou para palestrá?

SEU RENO: É o time do Calamitoso, seu Teozinho. O masculino tá muito ruinzinho. E o feminino tá pior ainda.

TEOZIN DO COXIPÓ: O senhô tá eshpiculano porque quer retirar o patrocínio?

SEU RENO: Querer eu não queria. Eu amo aquele bairro, nasci e cresci lá. Mas é que esse investimento não tá me dando retorno nenhum!

TEOZIN DO COXIPÓ: Bom, o meu fio já disse que sabe que é um djogador assim mei mais ou meno, e já aceitou que vai tocar o meu restorante pelo reshto da vida. Se o time de futebó se acabá, ele num vai ficar djururú. O resto dos minino é que eu num sei…

SEU RENO: Porque o senhor não patrocina o time também?

TEOZIN DO COXIPÓ: HAHAHAHA, EU TENHO AMÔ PELO MEU BOLSO!!! Quer dizer, quer dizeeerrr…. num tô falano que o senhor num tem…

SEU RENO (desconfiado): Sei…

TEOZIN DO COXIPÓ (em pensamento): Canháim!… falei másh que a boca.









Enquanto isso, na casa de Jadice…

A jogadora se acaba em prantos, deitada na cama do quarto, quando sua mãe o adentra.

DONA FILIPENSIA: Ô, minha filha. Fica assim não, coração da minha vida! Ó só… o Seu Valdemar do Burgão Prensado da Pracinha ligou aqui e…

JADICE (interrompendo): SEU VALDEMAR DO BURGÃO!? o.O

DONA FILIPENSIA: É. Ele deixou o telefone pra você ligar. Parece que ele tá precisando de alguém pra trabalhar com ele. Alguém com prática em fritação de toiço, sabe…

JADICE (se mordendo de raiva): Mas você não tá esperando nem eu terminar de chorar?

DONA FILIPENSIA: É que eu pensei que, depois de hoje, você já fosse tentar outra coisa, né? Porque nessas aí de Futebol…

JADICE: Pois pode falar pro seu Valdemar do Burgão que ele vai ter que procurar outra pessoa. Eu já decidi! Jogar futebol é a minha vida. E É NESSE CAMINHO QUE EU VOU SEGUIR!!! PARA SEMPRE!!!

DONA FILIPENSIA: Oh, puxa vida! =(


Enquanto isso, num boteco da Vila Calamidade…

Gelinho e seu amigo Jeckysson Cleyton tomam mais uma cerveja.

GELINHO: Eu é que não vou ficar chorando pitanga não, Jeckysson. Se a Jadice não quer, tem quem queira. E eu já marquei de sair com a Julielba.

JECKYSSON CLEYTON: A Julielba, aquela gostosona!?

GELINHO: Claro, né! Se não for gostosona, o pai não pega! Mas é só pra distrair… eu sei que meu futuro é com a Jadice. Ela é que é o amor da minha vida.

JECKYSSON CLEYTON: Tá, mas… e aquela… aquela parada?

Gelinho engole seco e desconversa.

GELINHO: Errr… não tem parada nenhuma.

JECKYSSON CLEYTON: Como não tem? E aquela vez que você foi na Mãe Pombinha das Cacimba…

GELINHO (interrompendo): CONVERSA MOLE! Fiquei impressionado com o que a Mãe Pombinha falou. Isso que deu aqueles problemas. Mas eu andei vendo umas palestras de motivação duns esquema de pirâmide no YouTibia e já tô melhor.

JECKYSSON CLEYTON: Mas e o descarrego da Mãe Pombinha, você fez?

GELINHO: Ó… cabô esse assunto! Ò_ó

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

E agora? Será que Seu Reno vai tirar o patrocínio do time? Qual será o problema de Gelinho? Não perca os desdobramentos no próximo capítulo de DEUS ME DIBRE DESSE AMOR.

Mestre Risada Forçada®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram