Header Ads

header ad

DEUS ME DIBRE DESSE AMOR [Capítulo #4] – O que falam pelas costas



Jogo tenso entre os times masculinos do Calamitoso F.C. e o Atlético de Parlassério. O primeiro tempo terminou em zero a zero. Aos quarenta e quatro minutos do segundo tempo, Gelinho vai cobrar um pênalti.

NARRADOR: Gelinho ajeita a bola. Dá aquela cuspidinha. Lá vai Gelinho, lá vai Gelinho

TUUUUUUUUUUUMMMMMMMMMMM

Gelinho chuta pra longe do gol.

NARRADOR: É dose pra cardíaco, amigo! Parece que ninguém tem mira nesse time. Nem no feminino, nem no masculino.

A arquibancada começa a debochar de Gelinho, inclusive Jadice que parece comemorar o fracasso de seu ~amigo~. Gelinho não se deixa abater. Numa sequência de lances incríveis, ele consegue fazer um gol aos 46 minutos do segundo tempo. A arquibancada vai ao delírio. Jadice olha com desconfiança.

NARRADOR: FINAAAAAAAaAaAaaaaaAaALLLLL de jogo aqui na Arena Calamidade. Calamitoso 1, Atlético de Parlassério 0. O time da casa venceu mas não convenceu. Mas, pelo menos, continua na briga pelo caneco!

Gelinho é carregado pelos colegas do time como herói. E toda a arquibancada grita "GELINHOOOO!!! GELINHOOOO!!! GELINHOOOO!!!"

Sem muita paciência, Jadice deixa o estádio à francesa.

Alguns minutos depois, num botequim.

JECKYSSON CLEYTON: Que jogo, senhores! Que jogo! E que gol, meus amigos!

TEOZIN DO COXIPÓ: Vamo brindá o meu Djelinho, pessoal! 🙌😃

Todos brindam com copos de cerveja e uísque.

GELINHO: Valeu, galera… eu, na verdade, só queria saber onde foi que se meteu a Jadice. Alguém a viu por aí?

JECKYSSON CLEYTON: Cê não ia tripudiar pra cima dela, né?

GELINHO: Lógico que ia… rsrsrs… mas ia dedicar o gol a ela também, se ela quisesse.

Uma baita boazuda vai se aproximando da mesa. Trata-se de Lilália, dançarina de um grupo de axé do bairro (desejo de consumo de quase todos os homens dali).

LILÁLIA: Meu time arrasoooou!!! (rebola) Orgulho de ser Calamitosa!!!

Os jogadores do time respondem Lilália com gritos e assobios.

GELINHO: E quem foi que fez o gol, hein!? Quem foi que tirou o time do sufoco? Foi o papai aqui!

LILÁLIA (não tão empolgada): Parabéns também.

Lilália senta à mesa perto de Gelinho (na verdade, só havia aquele lugar sobrando ali). Ela bate um papo com os jogadores, e Gelinho já vai ficando cabreiro… Logo o rapaz tem oportunidade e faz um convite a ela…

GELINHO: E aí, bora num lugar mais reservado? ( ͡° ͜ʖ ͡°)

LILÁLIA (dando risinhos): Pra quê? Rsrsrs…

Lilália levanta da mesa, manda beijinhos para todos e sai rebolando. Gelinho fica com cara de tacho.

Enquanto isso, na pracinha do bairro

Jadice chuta tediosamente uma bola de futebol contra a parede grafitada. Não vê muito sentido no que faz. Quem logo se aproxima é Navyleide, sua colega no Calamitoso F.C.

NAVYLEIDE: Curtindo uma fossa dupla, Jadice?

JADICE: Do que você tá falando, assombração!?

NAVYLEIDE: Gelinho perdeu o pênalti mas logo fez um gol…

JADICE: Que bom pra ele.

NAVYLEIDE: E agora tá cheio de mulher rodeando ele.

JADICE (desconfiando): Tá mesmo?

NAVYLEIDE: Rsrsrs… é o que vai sobrar pra você, né? Perdedora. O único homem que olha pra você debocha de sua perebice no futebol.

JADICE: E quem disse que o Gelinho é o único homem que olha pra mim?

NAVYLEIDE: Verdade. Esqueci que além de perna-de-pau você vive dormindo no ponto;

JADICE: ORA SUA… SUA… Ò.Ó

E Navyleide e Jadice saem na porrada mais uma vez.





Enquanto isso, na mansão de Seu Reno…

DONA SANGRA: Olha aqui, Reno! Eu tô vendo você aí sorrindo de orelha a orelha porque o masculino do Calamitoso venceu, mas eu não esqueci do nosso combinado, viu!?

SEU RENO: Eu também não, amor… relaxa! Mas e aí, qual gravata fica melhor? A cinza ou a verde?

DONA SANGRA: Você vai sair?

SEU RENO: Pôr gravata pra ficar em casa é que eu não vou.

DONA SANGRA: E vai pra onde, que eu mal lhe pergunte?

SEU RENO: Pra Reno Kibes, ora… à noite vai ter comemoração da vitória do Calamitoso.

DONA SANGRA: Você não vai me dizer que…

SEU RENO: KIBE DE GRAÇA PRO TIME TODO E PROS FAMILIARES ;-)

DONA SANGRA: VOCÊ PIROU, RENO!!!??? Ò_Ó

SEU RENO: Relaxa, Sangrinha! Eu ainda vou ganhar muito dinheiro graças a esse time, você vai ver só…

DONA SANGRA: Você vai gastar toda nossa fortuna dando kibe de graça para aquele bando de suburbano faminto!!! Ò_Ó

SEU RENO: Que exagero, Sangrinha meu amor. Ó, eu só não te convido porque sei que você não vai querer ir. De qualquer forma, não precisa me esperar pra jantar, viu!? (saindo) Beijo, me liga ;-*

DONA SANGRA: EU AINDA MAAAAAATO ESSE TIME!!! (╬ )
Ô FIVEEEEELLLLYYYYYYYYYYYY!!!!

FIVELLY: Chamou, Dona Sangra!?

DONA SANGRA: Claro que chamei, serviçal incompetente! Me traga três doze avos de uísque com dois quartos de xícara de açúcar Demerara, sete gotas de limão e três cubos e meio de gelo, em taça de cristal. Rápido, songamonga!!!

FIVELLY: Sim, Dona Sangra!!!

Algum tempo depois, na sala de estar da casa de Gelinho…

O jogador, preocupado, tenta saber alguma coisa com seu amigo.

GELINHO: Você viu o jeito como a Lilália me respondeu, Jeckysson!?

JECKYSSON CLEYTON: É… eu vi, né.

GELINHO: Ela falou como se… como se…

JECKYSSON CLEYTON: Como se já soubesse que você é borracha fraca.

GELINHO: EU NÃO SOU BORRACHA FRACA!!! Ò_Ó Isso é uma questão temporária… fruto de um feitiço.

JECKYSSON CLEYTON: Tá certo, então…

GELINHO: Você acha que alguém já contou pra ela?

JECKYSSON CLEYTON: Eu não acho nada, Gelinho… mas eu já te disse. Resolve logo essa pendenga no terreiro da Mãe Pombinha das Cacimba. Se a sua má fama ainda não se espalhou, é só questão de tempo.

GELINHO: Oh, puxa vida! _

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
E agora? Será que a má fama de Gelinho está se espalhando? E será que Seu Reno continuará patrocinando o time? Não perca os o próximo e surpreendente capítulo de DEUS ME DIBRE DESSE AMOR.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.